© 2013 by Miho Mihov

  • Facebook Vintage Stamp
  • Google+ Vintage Stamp
  • YouTube Vintage Stamp

O CUIDADOSO CONHECIMENTO DO TANTRA (FRUSTRAÇÃO GENITAL EM FOCO)

Leremos no Bhagavad Gita, as palavras de Krishna para seu discípulo Arjuna:

"É a luxúria, nascida dentre a paixão, que se transforma em ira quando insatisfeita. A luxúria é insaciável, e é um grande demônio. Conheça-a como o inimigo."

Podemos traduzir esta luxúria como cobiça sexual!

Quando esta característica se faz presente na consciência do neófito ou mesmo num praticante já experimentado, o progresso no caminho espiritual (e entenda este progresso como desenvolvimento da Sensibilidade) torna-se sobremodo difícil e emperrado.

Uma sexualidade enredada na cobiça e na insatisfação de um desejo, o que podemos nomear como "Frustração Genital", se faz presente na consciência do praticante, com a tonalidade de um profundo complexo de inferioridade, que se pretende negar através da arrogância!

Nestes casos, o caminho torna-se obscuro e atravancado.

A sexualidade desequilibrada gera cobiça, a mesma, quando não satisfeita, gera o ódio, e o ódio, pretende sempre um comportamento de inutilidade/Tédio/Inércia - TAMAS ou violento e destrutivo - RAJAS!

O obstáculo e comportamento mais frequente nestes casos é a calúnia e a difamação, já que, por questões morais temerosas, o sujeito se vê impedido de agredir fisicamente o "objeto inalcançável de desejo", logo só lhe resta partir para a única ação possível:

A agressão verbal indireta, através da difamação.

Não raro, podem acontecer ações maléficas efetivas, como a agressão física, mas o mais comum e frequente, é a agressão verbal mesmo, e de maneira covarde, pelas costas!

A pessoa, passa do Amor contraído para o ódio e a aversão clara, chegando ao ponto de sentir náuseas ou raiva incontida, só em pensar, citar o nome ou ver a figura da pessoa (pessoalmente ou por fotos) que lhe servia antes como "objeto de desejo"!

A Frustração Genital ou ação erótica incompleta, não preenche e não satisfaz, não produz a evidencia de um prazer físico ou espiritual, que não se realiza ou não consegue estabelecer o "link" com o gozo sexual ou espiritual!

A pessoa se vê obrigada a estrangular o deus KAMA (prazer, paixão, deleite erótico) em sua consciência. Asfixiando em si mesmo, a própria potencialidade de deleite e gozo!

Por desconhecer, com maior profundidade, o caminho veraz e salutar do Tantra, a pessoa passa aos ataques e sua mais nova demanda, já não é a realização do prazer, mas sim a destruição do Vikalpa (imagem interna) da pessoa que antes lhe representava uma "esperança de gozo"!

"Que o objeto de desejo perdido, seja aniquilado e perdido para TODAS as demais almas!".

Toda e qualquer admoestação será inútil, pois para o sujeito preso na frustração, qualquer ação verbal ou física do objeto de desejo perdido ou de quem esteja em sincronia com ele, lhe soará como ataque, mentira ou manipulação.

Quem está impedido: O Gozo, a habilidade de gerar Empatia, o Afeto mesmo!

Não percebendo que este tipo de situação, gerada e nutrida em seu próprio desequilíbrio, produz a extinção do elo de transferência e troca afetiva e da própria inteligência!

Isto se produz não apenas no ambiente de vivências e análise Tântrica, testemunhamos que isto se manifesta em toda e qualquer relação que se pretenda empática e afetiva e que se depare com a "impossibilidade".

Impossibilidade esta, que se revela muito natural:

O interesse se transforma no tempo, o desejo é volátil, a predisposição para o abraço genital é líquida!

TODA E QUALQUER EXPECTATIVA ENGENDRA FRUSTRAÇÃO!

Isto, bem sabem os que estão em relações mais ou menos estáveis. Que diremos então, daquelas relações em que o compromisso parte do instante de prazer?

No cuidadoso conhecimento do Tantra, o indicado é permanecer o mais liberto, o mais desenredado possível. Sabendo que o melhor remédio para os conflitos são o diálogo e a ARTE DE ABENÇOAR!

Para tanto, existem diferentes Vikalpas (Visualizações) a serem realizadas, caso a pessoa realmente esteja consciente de como funcionam as leis de Karma nesta existência!

Tantra, ganha um novo sentido neste momento:

LOCALIZAR e LIBERAR!

Identificar os pontos de tensão, no corpo e no psiquismo, e então, com o apoio de Mantra e Kriya Pranayama, gerar espontânea COMPREENSÃO, liberando estes mesmos nós energéticos!

Feita a tarefa, o sujeito perceberá empiricamente, como a energia volta a fluir, como estados mentais benéficos surgem e como pode-se, de fato, experimentar aquela presença licorosa de prazer e afeto, que não está sujeita às demandas e expectativas sexuais ou românticas, próprias ou alheias!

Enquanto o sujeito não percebe esta dinâmica sofrível de ódio, aversão e difamação, ela estará fazendo oposição contra ela mesma...

E por mais que intente destruir o "objeto frustrado de desejo", os resultados são bem outros, ele mesmo se expõe e realiza um papel que no mínimo é ridículo!

Seu Avatar (imagem social e espiritual) ganha o corolário controverso e triste de: Invejoso, Cobiçoso ou Imaturo!

De outro modo, impulsionando em si sua POTÊNCIA - ANANDA, o sujeito se vê livre do transtorno, e habita confortavelmente, o centro de Gozo Desimpedido em seu próprio ANAHATA - SAGRADO CORAÇÃO!

Virtudes desejáveis no processo:

Coragem - Lealdade - Gratidão.

O gládio que corta as correntes da dor não poderia ser outro:

AMOR!

Sua aplicabilidade:

DEVOÇÃO!

Prema Seva!

 

 

Please reload

Featured Posts

O que é a Terapia Tântrica

May 31, 2019

1/6
Please reload

Recent Posts

February 8, 2018

Please reload

Archive
Follow Us
Please reload

Search By Tags